Se PLC 122 for aprovado, renuncio ao mandato de Senador, afirma Magno Malta

Deixe um comentário

14 de Junho de 2011 por wesleycoresma

O senador evangélico também comenta as acusações feitas por Jean Wyllys

Se PLC 122 for aprovado, renuncio ao mandato de Senador, afirma Magno Malta

O senador Magno Malta (PR-ES) disse em uma entrevista a revista Comunhão que deixará o Senado caso o Projeto de Lei 122/2006, que criminaliza toda opinião contrária ao homossexualismo, for aprovado.

Em seu mandato anterior o senador que é evangélico lutou, por convicções próprias, contra esse projeto que foi chegou a ser arquivado, mas que neste ano foi desarquivado pela senadora Marta Suplicy (PT-SP).

Para Malta esse PL cria um terceiro sexo e trás uma série de privilégios que os outros cidadãos brasileiros não possuem. De acordo com suas palavras o PL 122 vai criar castas, mudar costumes enraizados pela própria natureza e proteger a minoria com privilégios.

“Preconceito é cegueira moral, não aceito nem a intolerância e conceito imparcial. Não estou legislando em causa própria, mas no mais legitimo dever de defender a família estruturada, o futuro de uma geração e de forma geral a vida na sua essência divina,” disse.

Durante essa entrevista Magno Malta também falou sobre as recentes acusações feitas pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) declarando que o senador age de má fé lutando contra os homossexuais e os comparando com pedófilos.

“Legislar em causa própria, com preconceito e calúnia é grave e não faço e nem aceito. Vou interpelar judicialmente o deputado federal Jean Willis (PSOL/RJ) que tem declarado para a imprensa que sou de má fé ao relacionar homossexualismo com pedofilia. Nunca afirmei tal comparação. Pelo contrário, defendi o Vaticano mostrando a realidade dos fatos como comportamentos distintos e sem relação na grande maioria das vezes,” revelou Magno Malta, que presidiu a CPI da Pedofilia.

O senador disse que não tem preconceito contra homossexuais e que, inclusive, fez campanha lado a lado de um vereador, Moacir Sélia, que é travesti. “No meu partido, temos o vereador Moacir Sélia, o Moa, um travesti de muito respeito. Fizemos campanha juntos, lado a lado. É meu amigo. Por isso, não fico calado só escutando sem agir olhando nos olhos da pessoa.”

Magno Malta disse ainda que uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Educação revelou que 87% da população se incomoda com a homossexualidade. A grande maioria das pessoas ouvidas não aceita mudanças radicais no comportamento da sociedade. São esses os motivos que fazem com que ele continue defendendo os costumes e os direitos das famílias.

“Por isso, em defesa dos verdadeiros valores agregados no coração da família brasileira, renunciarei meu mandato se a PL 122 for aprovada,” finalizou Magno Malta.

Fonte:  JusBrasil

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: