CARNAVAL A FESTA DA CARNE

Deixe um comentário

17 de Junho de 2011 por wesleycoresma

O carnaval é a festa mais popular de nosso país, mas qual seria sua visão espiritual? Há pecado em sua prática? O Carnaval de fato é a festa da carne, como assim? Quando o homem foi formado ele veio do pó da terra e a sua alma foi aspirada por Deus em sua narina.
(Gênesis 2:7) –  E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.
A parte que veio da terra deu origem ao corpo, o que comumente na bíblia é chamada de carne, já a alma veio de Deus, e no dia do Juízo para aqueles que forem salvos, suas almas voltarão para ele para viverem eternamente.

A carne tem necessidades, assim como os animais, instintivamente precisam de alimento, abrigo, reprodução, segurança, etc.

Além do corpo Jesus nos enviou um consolador o Espírito Santo, que nos orienta a respeito de Deus e nos ajuda na condução da alma de volta para Deus.
(I Corintios 6:19) –  Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
Já a Espírito tem necessidades espirituais, como ter um encontro com Deus, buscando o regresso a sua fonte de vida.
O homem, portanto é o conjunto de corpo e alma, e Espírito Santo e hora inclinam para as vontades da carne e hora inclina para as vontades do espírito. A alma constantemente se divide entre fazer a vontade do Espírito Santo ou fazer a vontade da Carne.
(Gálatas 5:17) –  Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.
Para entender melhor sobre corpo, alma e Espírito, sugiro a seguinte leitura: http://www.idagospel.com/2009/06/alma-corpo-e-espirito-santo.html
Sei que a alegria em si, não constitui pecado, por isso aonde prevalece à alegria, aonde há o respeito o amor ao próximo, tudo isso agrada a Deus. Porém de uma forma geral o que prevalece no carnaval é a vontade da carne. A uma sexualidade exacerbada, luxúria, bebedice, pornografia, etc…  E ao fazer a vontade da carne fecham-se os olhos para o espírito e o pior da natureza humana se revela.
(Romanos 8:13) –  Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.
(Romanos 8:6) –  Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.
(Marcos 14:38) –  Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.
Sei que muitos gostariam de viver a alegria do carnaval, e se perguntam como cristão, será que não é possível viver um carnaval cristão? Inclusive já existe um movimento chamado Folia Gospel. Irmãos vos alerto para a palavra de Deus que não nos deixa duvidas.
(Mateus 7:16) – Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? 17) – Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. 18) – Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. 19) – Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. 20) – Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
Irmão, não se pode transformar a carne em espírito, ou seja, o que é da carne seja para a carne, o que é do espírito seja para o espírito.
(Mateus 22:21) –  Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.
O Cristão pode e deve ser feliz, com atividade cristã, não devemos desejar os prazeres do ímpio, mais ter prazer nas coisas de Deus, não se deve trazer o mundo para a igreja e nem levar a igreja para as coisas do mundo.
A ORIGEM DO CARNAVAL
O carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Posteriormente, os gregos e romanos inseriram bebidas e práticas sexuais na festa, tornando-a intolerável aos olhos da Igreja. Com o passar do tempo, o carnaval passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica, o que ocorreu de fato em 590 d.C. Até então, o carnaval era uma festa condenada pela Igreja por suas realizações em canto e dança que aos olhos cristãos eram atos pecaminosos.
A partir da adoção do carnaval por parte da Igreja, a festa passou a ser comemorada através de cultos oficiais, o que bania os “atos pecaminosos”. Tal modificação foi fortemente espantosa aos olhos do povo, já que fugia das reais origens da festa, como o festejo pela alegria e pelas conquistas.
Em 1545, durante o Concílio de Trento, o carnaval voltou a ser uma festa popular. Em aproximadamente 1723, o carnaval chegou ao Brasil sob influência européia. Ocorria através de desfiles de pessoas fantasiadas e mascaradas. Somente no século XIX que os blocos carnavalescos surgiram com carros decorados e pessoas fantasiadas da forma semelhante à de hoje.
A festa foi grandemente adotada pela população brasileira, o que tornou o carnaval uma das maiores comemorações do país. As famosas marchinhas carnavalescas foram acrescentadas, assim a festa cresceu em quantidade de participantes e em qualidade.
Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola
Fonte:[brasilescola]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: