Encontrando a ciência na bíblia

Deixe um comentário

18 de Junho de 2011 por wesleycoresma

Deus fala com absoluta correção e precisão quando fala de ciência. Mas Ele não diz as coisas a partir da perspectiva dos cientistas e de um modo tal que tenhamos um entendimento mais fácil, porém falso (Isto é o que as modernas versões da Bíblia fazem, e não estamos querendo adotar nem adaptar os métodos delas)
Vejamos o que Deus diz sobre vários aspectos científicos [há muitos outros a que a ciência já chegou, e não os citamos por brevidade; há muitos outros a que a ciência ainda não chegou, talvez um dia a vejamos descobrindo-os]
[Primeiro daremos apenas os endereços dos versos. Depois, repetiremos tudo, mas citando os versos integralmente, para sua conveniência]
Ciclo Hidrológico Eclesiastes 1:7; Isaías 55:10
Evaporação Salmo 135:7; Jeremias 10:13
Núcleos de Condensação Provérbios 8:26
Condensação Jó 26:8; 37:11,16
Precipitação da Chuva Jó 36:26-28
Run-off Jó 28:10
Reservatório Oceânico Salmo 33:7
Neve Jó 38:22; Salmo 147:16
Equilíbrio Hidrológico Jó 28:24-26
Fontes no Mar Jó 38:16
Princípio da Isostasia Isaías 40:12; Salmo 104:5-9
Forma da Terra Isaías 40:22; Jó 26:10; Salmo 103:12
Gravidade Jó 26:7; 38:6
Erosão das Rochas Jó 14:18,19
Período Glacial Jó 38:29,30
Uniformitarianismo (prevalente, mas louco) 2Pedro 3:4
Dinossauros Jó 40,41
Tamanho do Universo Jó 11:7-9; 22:12; Isaías 55:9; Jeremias 31:37
Número de Estrelas Gênesis 22:17; Jeremias 33:22
Unicidade de Cada Estrela 1Coríntios 15:41
Precisão das Órbitas Jeremias 31:35,36
Circulação da Atmosfera Eclesiastes 1:6
Efeito Protetor da Atmosfera Isaías 40:22
Origem Oceânica das Chuvas Eclesiastes 1:7
Relação da Eletricidade com a Chuva Jó 28:26; Jeremias 10:13
Dinâmica dos Fluidos Jó 28:25
Circulação do Sangue Levítico 17:11
Psicoterapia Provérbios 16:24; 17:22
BioGênese e Estabilidade da Vida Gênesis 1:11,21,25
Unicidade do Homem Gênesis 1:26
Natureza Química da Carne Gênesis 1:11,242:7; 3:19
Homens da Caverna Jó 12:23-25; 30:3-8
Equivalência Massa-Energia Colossenses 1:17; Hebreus 1:3
Fonte de Energia para a Terra Salmo 19:6
Desintegração (Fissão) Atômica 2Pedro 3:10
Transmissão Eletrônica de Informação Jó 38:35
Televisão Apocalipse 11:9-11
Transporte Rápido Daniel 12:4
Ciclo Hidrológico:
“Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr.” (Ec 1:7)
“Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come,” (Is 55:10)
Evaporação:
“Faz subir os vapores das extremidades da terra; faz os relâmpagos para a chuva; tira os ventos dos seus tesouros.” (Sl 135:7)
“Fazendo ele soar a sua voz, logo há rumor de águas no céu, e faz subir os vapores da extremidade da terra; faz os relâmpagos para a chuva, e dos seus tesouros faz sair o vento.” (Jr 10:13)
Núcleos de Condensação:
“Ainda ele não tinha feito a terra, nem os campos, nem o princípio do pó do mundo.” (Pv 8:26)

Condensação:
“Prende as águas nas suas nuvens, todavia a nuvem não se rasga debaixo delas.” (Jó 26:8)
“Também de umidade carrega as grossas nuvens, e esparge as nuvens com a sua luz.” (Jó 37:11)
“Tens tu notícia do equilíbrio das grossas nuvens e das maravilhas daquele que é perfeito nos conhecimentos?” (Jó 37:16)

Precipitação da Chuva:
“26 Eis que Deus é grande, e nós não o compreendemos, e o número dos seus anos não se pode esquadrinhar. 27 Porque faz miúdas as gotas das águas que, do seu vapor, derramam a chuva, 28 A qual as nuvens destilam e gotejam sobre o homem abundantemente.” (Jó 36:26-28)

Run-off:
“Dos rochedos faz sair rios, e o seu olho vê tudo o que há de precioso.” (Jó 28:10)
Reservatório Oceânico:
“Ele ajunta as águas do mar como num montão; põe os abismos em depósitos.” (Sl 33:7)
Neve:
“Ou entraste tu até aos tesouros da neve, e viste os tesouros da saraiva,” (Jó 38:22)
“O que dá a neve como lã; esparge a geada como cinza;” (Sl 147:16)
Equilíbrio Hidrológico:
“24 Porque ele vê as extremidades da terra; e vê tudo o que há debaixo dos céus. 25 Quando deu peso ao vento, e tomou a medida das águas; 26 Quando prescreveu leis para a chuva e caminho para o relâmpago dos trovões;” (Jó 28:24-26)
Fontes no Mar:
“Ou entraste tu até às origens do mar, ou passeaste no mais profundo do abismo?” (Jó 38:16)
Princípio da Isostasia:
“Quem mediu na concha da sua mão as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu numa medida o pó da terra e pesou os montes com peso e os outeiros em balanças?” (Is 40:12)
“5 Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum. 6 Tu a cobriste com o abismo, como com um vestido; as águas estavam sobre os montes. 7 Å tua repreensão fugiram; à voz do teu trovão se apressaram. 8 Subiram aos montes, desceram aos vales, até ao lugar que para elas fundaste. 9 Termo lhes puseste, que não ultrapassarão, para que não tornem mais a cobrir a terra.” (Sl 104:5-9)
Forma da Terra:
“Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar;” (Is 40:22)
“Marcou um limite sobre a superfície das águas em redor, até aos confins da luz e das trevas.” (Jó 26:10)
“Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.” (Sl 103:12)
Gravidade:
“O norte estende sobre o vazio; e suspende a terra sobre o nada.” (Jó 26:7)
“Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina,” (Jó 38:6)

Erosão das Rochas:
“18 E, na verdade, caindo a montanha, desfaz-se; e a rocha se remove do seu lugar. 19 As águas gastam as pedras, as cheias afogam o pó da terra; e tu fazes perecer a esperança do homem;” (Jó 14:18-19)
Período Glacial:
“29 De que ventre procedeu o ge-lo? E quem gerou a geada do céu? 30 Como debaixo de pedra as águas se endurecem, e a superfície do abismo se congela.” (Jó 38:29-30)
Uniformitarianismo (prevalente, mas louco)
“E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.” (2Pe 3:4)
Dinossauros:
… 15 ¶ Contemplas agora o BEEMOTE, que eu fiz contigo, que come a erva como o boi. 16 Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre. 17 Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos das suas coxas estão entretecidos. 18 Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro. 19 Ele é obra-prima dos caminhos de Deus; o que o fez o proveu da sua espada. 20 Em verdade os montes lhe produzem pastos, onde todos os animais do campo folgam. 21 Deita-se debaixo das árvores sombrias, no esconderijo das canas e da lama. 22 As árvores sombrias o cobrem, com sua sombra; os salgueiros do ribeiro o cercam. 23 Eis que um rio transborda, e ele não se apressa, confiando ainda que o Jordão se levante até à sua boca. 24 Podê-lo-iam porventura caçar à vista de seus olhos, ou com laços lhe furar o nariz?” (Jó 40:1-24)
“1 ¶ Poderás tirar com anzol o LEVIATÃ, ou ligarás a sua língua com uma corda? 2 Podes pór um anzol no seu nariz, ou com um gancho furar a sua queixada? 3 Porventura multiplicará as súplicas para contigo, ou brandamente falará? 4 Fará ele aliança contigo, ou o tomarás tu por servo para sempre? 5 Brincarás com ele, como se fora um passarinho, ou o prenderás para tuas meninas? 6 Os teus companheiros farão dele um banquete, ou o repartirão entre os negociantes? 7 Encherás a sua pele de ganchos, ou a sua cabeça com arpões de pescadores? 8 Põe a tua mão sobre ele, lembra-te da peleja, e nunca mais tal intentarás. 9 Eis que é vã a esperança de apanhá-lo; pois não será o homem derrubado só ao vê-lo? 10 Ninguém há tão atrevido, que a despertá-lo se atreva; quem, pois, é aquele que ousa erguer-se diante de mim? 11 ¶ Quem primeiro me deu, para que eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu. 12 Não me calarei a respeito dos seus membros, nem da sua grande força, nem a graça da sua compostura. 13 Quem descobrirá a face da sua roupa? Quem entrará na sua couraça dobrada? 14 Quem abrirá as portas do seu rosto? Pois ao redor dos seus dentes está o terror. 15 As suas fortes escamas são o seu orgulho, cada uma fechada como com selo apertado. 16 Uma à outra se chega tão perto, que nem o ar passa por entre elas. 17 Umas às outras se ligam; tanto aderem entre si, que não se podem separar. 18 Cada um dos seus espirros faz resplandecer a luz, e os seus olhos são como as pálpebras da alva. 19 Da sua boca saem tochas; faíscas de fogo saltam dela. 20 Das suas narinas procede fumaça, como de uma panela fervente, ou de uma grande caldeira. 21 O seu hálito faz incender os carvões; e da sua boca sai chama. 22 No seu pescoço reside a força; diante dele até a tristeza salta de prazer. 23 Os músculos da sua carne estão pegados entre si; cada um está firme nele, e nenhum se move. 24 O seu coração é firme como uma pedra e firme como a mó de baixo. 25 Levantando-se ele, tremem os valentes; em razão dos seus abalos se purificam. 26 Se alguém lhe tocar com a espada, essa não poderá penetrar, nem lança, dardo ou flecha. 27 Ele considera o ferro como palha, e o cobre como pau podre. 28 A seta o não fará fugir; as pedras das fundas se lhe tornam em restolho. 29 As pedras atiradas são para ele como arestas, e ri-se do brandir da lança; 30 Debaixo de si tem conchas pontiagudas; estende-se sobre coisas pontiagudas como na lama. 31 As profundezas faz ferver, como uma panela; torna o mar como uma vasilha de ungüento. 32 Após si deixa uma vereda luminosa; parece o abismo tornado em brancura de cãs. 33 Na terra não há coisa que se lhe possa comparar, pois foi feito para estar sem pavor. 34 Ele vê tudo que é alto; é rei sobre todos os filhos da soberba.” (Jó 41:1-34)
Tamanho do Universo:
“7 ¶ Porventura alcançarás os caminhos de Deus, ou chegarás à perfeição do Todo-Poderoso? 8 Como as alturas dos céus é a sua sabedoria; que poderás tu fazer? E mais profunda do que o inferno, que poderás tu saber? 9 Mais comprida é a sua medida do que a terra, e mais larga do que o mar.” (Jó 11:7-9)
“Porventura Deus não está na altura dos céus? Olha para a altura das estrelas; quão elevadas estão.” (Jó 22:12)
“Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” (Is 55:9)
“Assim disse o SENHOR: Se puderem ser medidos os céus lá em cima, e sondados os fundamentos da terra cá em baixo, também eu rejeitarei toda a descendência de Israel, por tudo quanto fizeram, diz o SENHOR.” (Jr 31:37)

Número de Estrelas
“Que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;” (Gn 22:17)
“Como não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo, e os levitas que ministram diante de mim.” (Jr 33:22)
Unicidade de Cada Estrela:
“Uma é a glória do sol, e outra a glória da lua, e outra a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela.” (1Co 15:41)
Precisão das Órbitas:
“35 ¶ Assim diz o SENHOR, que dá o sol para luz do dia, e as ordenanças da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, bramando as suas ondas; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome. 36 Se falharem estas ordenanças de diante de mim, diz o SENHOR, deixará também a descendência de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre.” (Jr 31:35-36)
Circulação da Atmosfera:
“O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos.” (Ec 1:6)
Efeito Protetor da Atmosfera:
“Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar;” (Is 40:22)

Origem Oceânica das Chuvas:
“Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr.” (Ec 1:7)
Relação da Eletricidade com a Chuva:
“Quando prescreveu leis para a chuva e caminho para o relâmpago dos trovões;” (Jó 28:26)
“Fazendo ele soar a sua voz, logo há rumor de águas no céu, e faz subir os vapores da extremidade da terra; faz os relâmpagos para a chuva, e dos seus tesouros faz sair o vento.” (Jr 10:13)
Dinâmica dos Fluidos:
“Quando deu peso ao vento, e tomou a medida das águas;” (Jó 28:25)
Circulação do Sangue
“Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma.” (Lv 17:11)
Psicoterapia:
“As palavras suaves são favos de mel, doces para a alma, e saúde para os ossos.” (Pv 16:24)
“O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.” (Pv 17:22)
BioGênese e Estabilidade da Vida:
“E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.” (Gn 1:11)
“E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.” (Gn 1:21)
“E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.” (Gn 1:25)
Unicidade do Homem:
“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.” (Gn 1:26)
Natureza Química da Carne:
“E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.” (Gn 1:11)
“E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi.” (Gn 1:24)
“E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fólego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” (Gn 2:7)
“No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.” (Gn 3:19)

Homens da Caverna:
“23 Multiplica as nações e as faz perecer; dispersa as nações, e de novo as reconduz. 24 Tira o entendimento aos chefes dos povos da terra, e os faz vaguear pelos desertos, sem caminho. 25 Nas trevas andam às apalpadelas, sem terem luz, e os faz desatinar como ébrios.” (Jó 12:23-25)
“3 De míngua e fome se debilitaram; e recolhiam-se para os lugares secos, tenebrosos, assolados e desertos. 4 Apanhavam malvas junto aos arbustos, e o seu mantimento eram as raízes dos zimbros. 5 Do meio dos homens eram expulsos, e gritavam contra eles, como contra o ladrão; 6 Para habitarem nos barrancos dos vales, e nas cavernas da terra e das rochas. 7 Bramavam entre os arbustos, e ajuntavam-se debaixo das urtigas. 8 Eram filhos de doidos, e filhos de gente sem nome, e da terra foram expulsos.” (Jó 30:3-8)
Equivalência Massa-Energia:
“E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.” (Cl 1:17)
“O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;” (Hb 1:3)
Fonte de Energia para a Terra:
“A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até à outra extremidade, e nada se esconde ao seu calor.” (Sl 19:6)
Desintegração (Fissão) Atômica:
“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.” (2Pe 3:10)
Transmissão Eletrônica de Informação:
“Ou mandarás aos raios para que saiam, e te digam: Eis-nos aqui?” (Jó 38:35)
Televisão:
“9 E homens de vários povos, e tribos, e línguas, e nações verão seus corpos mortos por três dias e meio, e não permitirão que os seus corpos mortos sejam postos em sepulcros. 10 E os que habitam na terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão, e mandarão presentes uns aos outros; porquanto estes dois profetas tinham atormentado os que habitam sobre a terra. 11 E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram.” (Ap 11:9-11)
Transporte Rápido:
“E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará.” (Dn 12:4)

Teno Groppi.
Traduzido por Valdenira N.M. Silva, 2004
fonte:http://www.solascriptura-tt.org/Bibliologia-InspiracApologetCriacionis/CienciaNaBiblia-TGroppi.htm  Via Blog Pr José Silva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: