Papa visita San Marino e diz se preocupar com a crise e os jovens

Deixe um comentário

20 de Junho de 2011 por wesleycoresma

Ele celebrou missa de duas horas para 22 mil pessoas neste domingo (19).
Bento XVI fez um apelo para que refugiados tenham uma vida mais digna.

O Papa Bento XVI demonstrou neste domingo (19) preocupação com os efeitos da “crise” e a situação “precária” das famílias, em particular dos jovens, durante sua primeira visita a San Marino, pequena república localizada na Itália.

O Papa Bento XVI visita San Marino neste domingo (19) (Foto: AP/Marco Vasini)

Vinte e nove anos após a vinda de seu predecessor, João Paulo II, o papa fez um apelo para não “esquecer a crise atravessada por numerosas famílias” e “as dificuldades dos educadores na formação dos jovens”, atingidos pela “precariedade em seu papel social e em sua possibilidade de encontrar trabalho”.

Sob o sol forte, o papa celebrou missa de mais de duas horas para 22 mil pessoas, que lotaram o estádio de Serravalle, cidade situada aos pés da fortaleza de San Marino, constatou a AFP. As pessoas agitavam bandeirosas e usavam camisas ou bonés com as cores do Vaticano (branco e ouro).

O Papa Bento XVI visita San Marino neste domingo (19) (Foto: AP/Marco Vasini)

O papa advertiu a população de San Marino contra o “hedonismo e a avidez de poder”, estimando que, na pequena república, como em outros locais, “os modelos hedonistas obscuressem o espírito e as pessoas envolvidas correm o risco de perder toda a moralidade”.

Após a prece do ngelus, o papa demonstrou “alegria” com a beatificação, que deve acontecer no próximo domingo, na França, da irmã Marguerite Rutan. Esta religiosa da Lorrena, irmã da Ordem de São Vicente de Paulo, dirigia o hospital de Dax (sudoeste da França) na segunda metade do século 18 e foi guilhotinada por causa da fé católica, durante a Revolução, em 1794.

Também fez um apelo, por ocasião do dia mundial do refugiado, a ser celebrado nesta segunda-feira (20), a “garantir acolhida e condições de vida dignas aos refugiados, até que possam voltar para casa livremente e em segurança”.

Proveniente do Vaticano de helicóptero, Bento XVI foi recebido ao chegar, às 07H15 GMT, ao heliporto de Torraccia por dois capitães-regentes da República – Maria Luisa Berti e Filippo Tamagnini, assim como pelo bispo de San Marino/Montefeltro, Monsenhor Luigi Negri.

A parte oficial da visita a San Marino prevê, à tarde, um encontro com os dois capitães-regentes e, à noite, preces junto com 4 mil jovens na cidade italiana de Pennabilli.

A república de San Marino, com 61 km², é o terceiro menor Estado da Europa, atrás do Vaticano e do principado de Mônaco. Constituída em 8 de outubro de 1600, é a mais velha das repúblicas europeias. Encravada entre as regiões italianas de Emilia Romagna e Marche, ela conta com 30.000 habitantes.  Blog: wesleycoresma.wordpress.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: