PL-122 – Homofobia – Algumas verdades e mentiras

Deixe um comentário

10 de Dezembro de 2011 por wesleycoresma

Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, dá nova redação ao § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, e ao art. 5º da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e dá outras providências.
Projeto de Lei que tem sido constantemente debatido na sociedade, através da imprensa, grupos gays, igrejas e outras setores da sociedade. Algumas verdades que eu gostaria de enfatizar aqui em relação a esse projeto de lei e algumas mentiras que devem ser conhecidas pelos leitores. Certamente não discutiremos aqui todo o projeto, por ser algo extenso e fugir do propósito deste blog.
 
a – os homossexuais não formam uma raça, mas um grupo de pessoas que optou em ter relacionamentos sexuais com pessoas do mesmo sexo. Isso não tem a ver com raça, cor ou posição social, mas sim, de opção sexual, ou seja, é comportamental e não racial;
 
b – como tudo que Satanás faz é na surdina, nas escuras, essa lei onde supostamente visa coibir e até eliminar a discriminação e violência contra qualquer pessoa que se declare homossexual, punindo seus agressores, tem em suas entrelinhas o fato de que qualquer pessoa ou instituição (igrejas, filósofos, profissionais sociais) manifestem seu direito de se expressar que é garantido na  Constituição. Sendo assim, as igrejas apenas pelo fato de dizerem o que está escrito nas Escrituras e que muitas vezes vão contra o  estado comportamental dos homossexuais, poderão ser processadas criminalmente e seus líderes até serem presos;
 
c – tenho visto frequentemente, gays e líderes de movimentos gays dizendo que as igrejas – e aí eles frisam bem que são as evangélicas – são contra os homossexuais, discriminando-os, hostilizando-os, e condenando-os ao inferno por seu estilo de vida. Nesse ponto, é importante explicarmos alguns princípios ligados nesse emaranhado de certos e errados.
 
{a igreja não odeia e não pode odiar os homossexuais. Eles têm direito de participarem dos cultos, de serem recebidos com educação, respeito da mesma forma que os heterossexuais. O que as vezes se confunde é que a igreja tem suas portas abertas para eles como um convite a transformação de comportamento, mudança de estilo de vida. Da mesma forma que o bêbado, ladrão, prostituta, viciado, adúltero, hipócrita, mentiroso e tanta classe de marginalizados são convidados para ali estarem, atentos a voz de Deus e buscando uma mudança.
Epístola do apóstolo Paulo aos Romanos, capítulo 1, versículos 26, 27 e 28: “ Pelo que Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.  E, como eles se não importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém.´´
Não são os evangélicos que dizem que o comportamento homossexual não é natural e assim sendo, está errado dentro dos princípios cristãos, mas é a própria Bíblia em qualquer versão, conforme os versículos acima. Também não pregamos que Deus não os ama. Nos versículos acima e se lermos todo o texto de Romanos 1, vemos que eles foram entregues ao pecado, não por Deus não os amarem, mas por haverem desprezado o conhecimento de Deus. Não cabe a igreja julgar e condenar, pois isso pertence a Deus, mas o dever dos cristãos  e isso é irrevogável, é que somos embaixadores do ministério da reconciliação e para isso temos que agir e falar quando preciso for, por mais dura que seja a verdade.
Não somos a favor dos homossexuais serem alvo de violência ou discriminação, mas também não concordamos em que a igreja deve se calar por força da lei ou qualquer outro motivo.  Todos os homossexuais têm direito a trabalho, escola e tudo o mais que a Constituição lhes garantem como cidadãos brasileiros.}
 
Deus ama os homossexuais da mesma forma que ama os heterossexuais. Foi por todos que Ele enviou seu Único Filho para morrer, e assim, todos tivessem perdão de seus pecados, aceitando-o como Salvador e Senhor de suas vidas.

Comentários podem ser deixados abaixo da postagem…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: